(61) 3445-0595 (61) 3445-0596

O serviço de patologia funciona recebendo amostras de tecidos, tumores, líquidos e células que são preparadas para que o médico patologista as examine no microscópio e diga se há alguma doença. Os resultados são liberados em laudos que orientam no melhor tratamento do paciente.

A patologia é a especialidade médica principal na identificação específica dos diversos tipos de tumores. Cada tipo de neoplasia pode demandar um tratamento único e exclusivo. É através dos exames realizados na patologia que as características tumorais são evidenciadas e o melhor tratamento pode ser planejado.

Através dos exames realizados na patologia (citologias, biópsias, imunoistoquímica, imunofluorescência, exames de biologia molecular e genéticos) é possível extrair o máximo de informações das células tumorais.

A ciência médica atual disponibiliza diversos protocolos de tratamento para tumores, cada um deles com um foco específico para as características tumorais. As informações obtidas pela patologia permitem a realização do diagnóstico correto e preciso e, consequentemente, a escolha da melhor terapia disponível para o paciente.

Equipe

O médico patologista é o especialista treinado para reconhecer as alterações dos órgãos e tecidos do corpo humano a nível microscópico. Suas atividades contam com a preciosa ajuda de biólogos, biomédicos, técnicos de laboratório, de informática e recepcionistas para auxiliar na preparação das amostras, confecção dos laudos e atendimento aos pacientes.

Sala de congelação

A sala de congelação é um local instalado no interior do centro cirúrgico para que o patologista possa fazer avaliações rápidas das amostras no decorrer do ato cirúrgico, auxiliando e orientando o cirurgião a tomar decisões. É um exame rápido (praticamente imediato) que permite que se poupe tecido do paciente, reduzindo o trauma cirúrgico, ou que se amplie a quantidade de tecido a ser retirada, garantido que não seja deixado tumor residual no paciente.

A mesma técnica pode ser usada em pequenas biópsias realizadas em consultórios e serviços de radiologia, por exemplo, visando garantir que as amostras obtidas sejam de boa qualidade e suficientes para se chegar ao diagnóstico. Isso reduz a necessidade de repetir os procedimentos, possibilitando ao Hospital atender um número maior de pacientes, reduzindo os custos da fonte pagadora (seja ela o paciente ou o plano de saúde) e, o mais importante, dando mais segurança ao paciente e potencialmente reduzindo o tempo necessário para estabelecer o diagnóstico correto e iniciar o tratamento adequado.

Importância

Classicamente a educação médica prega que para todo grande serviço médico funcionar com qualidade é necessária uma patologia forte. Hoje em dia, com os avanços no diagnóstico e tratamento da oncologia personalizada, esse lema é mais válido que nunca. O papel dos patologistas no atendimento aos pacientes oncológicos deixou de ser somente de avaliação microscópica realizada no laboratório. É fundamental que o esse profissional atue ativamente em reuniões multidisciplinares, salas de radiologia e centro cirúrgico. Essa integração de diversas especialidades atuando em sinergia é o melhor modo de promover um atendimento de qualidade aos pacientes.