Visitas

A visita é um momento muito importante na recuperação dos pacientes. O contato com amigos e familiares promove um conforto emocional que contribui para o sucesso do tratamento. Mas, apesar da constante necessidade de atenção e carinho, repouso e tranquilidade são essenciais para o restabelecimento da saúde do paciente. Por isso, as visitações devem obedecer a parâmetros que garantam a rápida recuperação e a segurança do internado e a busca pela eficácia dos procedimentos médicos.

Para segurança de todos, os visitantes devem, obrigatoriamente, se identificar na Recepção de Identificação apresentando documento oficial com foto. Neste momento, é fornecida uma etiqueta de identificação, que deve ser utilizada em local visível pelo visitante enquanto permanecer nas dependências do Hospital.

Por motivo de segurança, são admitidos o máximo de três visitantes por dia para Unidade de Terapia Intensiva (UTI Adulto), autorizados a partir de 16 anos de idade.

Na Unidade de Internação Clínica, Maternidade e Pediatria são autorizados o máximo de quatro visitantes por vez. Neste caso, os visitantes autorizados devem ter a partir de 12 anos de idade. Caso seja menor de 12 anos, o responsável pelo menor deverá assinar um termo de responsabilidade no ato da identificação.

Obs.: Menores de 12 anos de idade devem ser identificados com a apresentação da certidão de nascimento ou outro documento que o identifique.

Normas de Visitação

Antes da entrada e da saída nos setores, o visitante deverá higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel. Quando solicitado, deverá usar roupas de proteção. É importante ainda não sentar no leito do paciente, não portar ou consumir alimentos dentro dos apartamentos e nem manter arranjos florais.

Para o bem-estar do paciente, nas áreas de internação é proibido falar em voz alta, gritar e usar aparelhos eletrônicos que provoquem ruídos. Além disso, não é permitida a entrada em outros leitos.

Qualquer problema com os equipamentos médicos deve ser informado imediatamente ao posto de Enfermagem. É proibida a alteração de regulagens de aparelhos, soros, cateteres, sondas e tiras de contenção, devido a possíveis riscos ao paciente.

Na UTI, é vedado o uso de dispositivos eletrônicos, câmeras fotográficas, mp3 e celulares, além da colocação de qualquer tipo de objeto pessoal sobre o leito.

Quando houver intercorrência do paciente visitado ou de pacientes próximos ao seu leito, os visitantes serão convidados a aguardar na entrada da unidade. Quando intercorrências ocorrerem antes do horário de visita, os visitantes serão orientados sobre o tempo previsto para liberação.

A exclusivo critério do médico, as visitas poderão ser limitadas, restritas ou até mesmo suspensas. Também poderão ocorrer modificação do horário das visitas sem prévio aviso.

Horários de visitas

As visitas podem sofrer alterações sem aviso prévio, caso seja necessário.

Internação e Maternidade

Diariamente, das 14h às 18h (prefiro estender o horário de visitas para as 20h). As visitas aos pacientes em UTI variam de acordo com a ala e o leito onde o internado se encontra.

UTI

Os pacientes internados na UTI podem receber visitas em duas faixas de horário:

Das 15h30 às 16h30: leitos 01 a 14.
Das 16h30 às 17h30: leitos 15 a 30.

Acompanhante

É permitida a entrada de um acompanhante por paciente para cada apartamento. A troca é realizada das 7h às 20h, sendo uma troca pela manhã, uma à tarde e uma à noite. Sua permanência poderá ser restringida pelo médico, sempre no interesse da assistência prestada ao paciente. Nos leitos de enfermaria (acomodações semiprivativas) não é permitida a permanência de acompanhante.

Aviso: Fumantes

É terminantemente proibido fumar nas dependências do Hospital Santa Lúcia. O cigarro é nocivo tanto para quem está em plena saúde quanto para o paciente que se encontra internado.

De acordo com a Lei nº 9.294, de 15 de julho de 1996, é proibido o uso de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou de qualquer outro produto fumígeno, derivado ou não do tabaco, em espaço coletivo, privado ou público. Incluem-se nas disposições desse artigo as repartições públicas, os hospitais, as salas de aula, as bibliotecas, os recintos de trabalho coletivo e as salas de teatro e cinema.