A Radioterapia do Hospital Santa Lúcia é referência em tecnologia na região Centro-Oeste

Anualmente, milhares de pessoas são acometidas por diversos tipos de câncer em todo o mundo. Quanto mais precoce é o diagnóstico e tratamento da doença, maiores são chances de melhora do paciente. Uma das especialidades médicas mais atuantes e eficazes no combate à doença é a radioterapia — modalidade que utiliza a radiação para evitar que um tumor se desenvolva. Hoje, o Hospital Santa Lúcia é o único da região Centro-Oeste que oferece a possibilidade de realizar um planejamento radioterápico através do PET-CT, equipamento capaz de delinear com extrema precisão o volume tumoral, diferenciando-o das áreas sadias. O serviço conta também com equipe multidisciplinar com médicos formados no exterior, físicos médicos, técnicos especialistas em radioterapia, fisioterapeutas e odontólogos.

 

 

O planejamento radioterápico é fundamental no tratamento do câncer e de outras enfermidades, como queloides, ginecomastia, pterígio, adenoma da hipófise, má-formações arteriovenosas, dentre outras. É por meio dele que os especialistas determinam a composição dos campos de incidência da radiação e avaliam a conformidade da dose no tumor a ser tratado e suas consequências em cada órgão saudável, podendo alterar esses fatores para concentrar a radiação no local desejado, evitando que ela incida sobre outras áreas. Esse processo se inicia com a realização de uma tomografia computadorizada para avaliação do tumor. Em seguida, é usado um programa específico para contornar todas as estruturas visualizadas no primeiro exame. Por fim, o físico define as incidências dos feixes de radiação, as angulações do aparelho e da mesa de tratamento e executa simulações para obter a radiação no volume de interesse.

 

 

Além do PET-CT, o Santa Lúcia conta com outro diferencial em tecnologia: os aparelhos aceleradores lineares capazes de executar técnicas avançadas que permitem a realização de um tratamento mais rápido e em três dimensões. De acordo com a coordenadora de radioterapia do Hospital Santa Lúcia, Dra. Gabriela Schorn, o investimento em tecnologia é fundamental para a eficácia terapêutica desses pacientes. “A radioterapia é uma das três principais modalidades usadas para o tratamento de câncer. Com a evolução das ferramentas e constantes avanços tecnológicos empregados, podemos obter maiores taxas de cura, proteção dos órgãos sadios e diminuição da toxicidade causada pelo tratamento”, enfatiza a médica.

03/11/2013
   |   Fonte: Equipe do Site

Instalações

Conheça as instalações disponibilizadas pelo Hospital.

box