A cirurgia é um dos principais tratamentos para câncer localizado na região da cabeça e pescoço

Técnica é realizada no Hospital Santa Lúcia por equipe médica multidisciplinar

 

 

A cirurgia de cabeça e pescoço é uma especialidade cirúrgica que trata dos tumores que surgem na região da face, fossas nasais, boca, faringe, laringe, tireoide, glândulas salivares, paratireoide e couro cabeludo. Essa terapêutica é fundamental para tratamento e acompanhamento dos casos, principalmente para àqueles de natureza maligna (câncer). Atualmente, cerca de 10% da incidência de câncer no Brasil é na região da cabeça e pescoço, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), em áreas como a tireoide, boca e pele. O câncer de tireoide é considerado o 5º tipo mais comum entre as mulheres de 25 a 65 anos, tendo como um dos principais fatores de risco a hereditariedade e irradiação adquirida nos tratamentos de radioterapia. Nos homens adultos a ocorrência predominante é na boca, sendo o tabagismo e o alcoolismo os principais fatores de risco.

 

 

Os cânceres na região da cabeça e do pescoço podem ser diagnosticados durante exame físico realizado por médicos, autoexame e exames auxiliares, como videonasolaringoscopia (exame que estuda a cavidade nasal e a laringe), punção por agulha fina (PAAF) e recursos de imagem. O principal tratamento é cirúrgico, podendo ser complementado — dependendo do estágio do tumor — com quimioterapia, radioterapia e a radioiodoterapia, este último somente para câncer de tireoide. No caso de tumores precoces, a cirurgia geralmente é o único tratamento e deve ser executada por equipe multiprofissional especializada, composta, entre outros médicos, por cirurgião especializado em cabeça e pescoço e otorrinolaringologista.

12/04/2014
   |   Fonte: Equipe do Site

Instalações

Conheça as instalações disponibilizadas pelo Hospital.

box