Doenças do coração matam mais no DF

Na Semana do Coração, entre os dias 24 e 27 de setembro, evento do Grupo Santa Lúcia, no Brasília Shopping, faz alerta sobre doenças cardíacas, cujos óbitos tiveram aumento de 5% nos últimos quatro anos

 

 

O quantitativo de mortes por doenças cardiovasculares no Distrito Federal tem crescido de forma significativa nos últimos quatro anos. Em 2009, foram 2.896 pessoas acometidas por casos como infarto agudo do miocárdio, derrame cerebral, arritmias cardíacas e doenças hipertensivas, enquanto que, em 2012, esse número subiu para 3.040, um crescimento de 5%.

 

 

No Brasil, anualmente, essas doenças atingem em torno de 300 mil pessoas, ou seja, 33% do total de mortalidade por doenças não transmissíveis. Seus principais sintomas são dor na região anterior do peito, de moderada a intensa, contínua, provocada por exercícios físicos ou situações estressantes, além de falta de ar, suores frios e náuseas. Podem surgir também palpitações súbitas, desmaios e inchaços.

 

 

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Federação Mundial do Coração (WHF, na sigla em inglês) apontam que a doença cardíaca e o acidente vascular cerebral (AVC) são as principais causas mundiais de morte, contabilizando 17,3 milhões de vidas a cada ano. Elas superam, por exemplo, as mortes por malária, HIV/AIDS e tuberculose. “É de grande importância que haja a prevenção. Apesar de termos fatores que são intrínsecos da pessoa, como idade, raça e histórico familiar, nós temos aqueles modificáveis, que são o sedentarismo, o fumo e o diabetes, que conseguimos alterar por meio de exercícios físicos, uma dieta saudável e o uso das medicações de forma adequada”, explica o coordenador de Cardiologia do Hospital Santa Helena, Dr. Fausto Stauffer.

 

 

Para fazer um alerta sobre a importância da prevenção e chamar a atenção para esse cenário, celebra-se, no dia 29 de setembro, o Dia Mundial do Coração. Neste ano, o tema proposto pela Federação Mundial do Coração é “Pegue a estrada para um coração saudável” e tem como foco, principalmente, a atenção à saúde da criança, como forma de evitar as doenças cardiovasculares desde cedo.

 

 

Dr. Lázaro Fernandes de Miranda, coordenador de Cardiologia do Hospital Santa Lúcia, defende que as escolas primárias e secundárias tenham aulas, oficinas e campanhas direcionadas, que incluam os responsáveis pelas crianças, além de leis que proíbam, por exemplo, cantinas que oferecem alimentos gordurosos e ricos em açúcares. “As crianças serão vetores de educação em sua família e em sua comunidade”, afirma. O especialista alerta, ainda, para a importância do combate às drogas ilícitas e a distribuição e uso de anabolizantes, que também contribuem para o aumento na ocorrência de doenças cardíacas e mortes.

 

 

As atenções da campanha também estarão voltadas para a saúde da mulher. Segundo a OMS, a doença cardíaca provoca uma em cada três mortes de mulheres. O número de óbitos entre esse público corresponde hoje a mais de 8,6 milhões em todo o mundo, anualmente.

 

 

Evento promove educação e prevenção

Como parte das celebrações pelo Dia Mundial do Coração, os Hospitais Santa Helena e Santa Lúcia promovem o evento Por Dentro do Seu Coração, que será sediado no Brasília Shopping, entre os dias 24 e 27 de setembro. A ação, que em 2012 atendeu mais de 700 pessoas em três dias, contará com estande expositivo sobre doenças cardiovasculares, verificação glicêmica e aferição arterial.

Médicos dos dois hospitais também estarão presentes durante todo o período, em caráter educativo e motivacional, reforçando as boas práticas para a saúde do coração. Por não se caracterizar como consulta, os casos específicos serão direcionados para atendimento especializado.

 

 

SERVIÇO:

Por Dentro do Seu Coração

Hospitais Santa Lúcia Santa Helena 

Data: 24 a 27 de setembro de 2013

Local:  Brasília Shopping, piso 1, em frente às Lojas Americanas

Horários: das 10h às 20h

 

Confira as fotos do evento: 

19/09/2013
   |   Fonte: Capitare - Assessoria de Imprensa

Instalações

Conheça as instalações disponibilizadas pelo Hospital.

box