Nova máquina de hemodinâmica qualifica atendimento a pacientes

Pacientes com doenças cardiovasculares e nos vasos cerebrais que necessitam de tratamento hemodinâmico – área da ciência que estuda a circulação do sangue no organismo – já podem ter acesso a um dos mais modernos equipamentos existentes no Brasil: a máquina GE Innova Biplane.

 

Recém-adquirido pelo Hospital Santa Lúcia, o equipamento inovador é único no Distrito Federal e permite a obtenção simultânea de imagens do ponto a ser estudado pela equipe médica a partir de vários ângulos, já que tem a capacidade de duas máquinas de modelos anteriores.

 

A maioria dos problemas cardiovasculares, a exemplo das doenças do coração como infarto, angina e arritmias, é diagnosticada e tratada no setor de hemodinâmica. O mesmo ocorre com doenças dos vasos sanguíneos, como obstruções, tromboses, aneurismas e isquemias, e doenças dos vasos cerebrais, como as malformações vasculares, aneurismas intracranianos e trombose de seios venosos.

 

“Para o paciente, as vantagens da nova máquina incluem o uso de menores doses de contraste e radiação; a diminuição do tempo de cirurgia, que implica menor tempo de anestesia; e uma maior precisão no implante de stents, micromolas e marca-passos, com menor risco e maior segurança”, explica o cirurgião endovascular Gustavo Paludetto.

 

De acordo com ele, o novo equipamento oferece imagens de alta definição no mais elevado nível de detalhes e permite todos os tipos de reconstrução de imagens em 3D, inclusive a partir de tomografias, por exemplo.

 

A máquina GE Innova Biplane também possibilita a navegação de cateteres em imagem virtual, reduzindo a necessidade de injeção de contraste no paciente durante o ato cirúrgico. Acoplada à ultrassonografia intravascular, ela permite a visualização de detalhes reais do fluxo dentro dos vasos sanguíneos.

 

“A equipe médica também se beneficia do equipamento, já que fica exposta à radiação por menos tempo e consegue visualizar com o máximo de detalhes, com zoom de mais de 20 vezes, os vasos sanguíneos e suas alterações, placas de gordura existentes, aneurismas”, acrescenta Paludetto.

19/12/2016