O Câncer tem cura

Diagnóstico precoce potencializa as chances de cura em até 90% dos casos. Junte-se a nós!

 

O dia 27 de novembro é marcado no calendário brasileiro como o Dia Nacional de Combate ao Câncer. A data representa a luta de milhares de pessoas em todo o mundo para vencer a doença. Até o final do ano passado, mais de 450 mil óbitos por câncer foram registrados no Brasil. A Estimativa 2012 – Incidência do Câncer no Brasil, catálogo organizado pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA), aponta o câncer de Próstata, nos homens, e Mama, nas mulheres como os mais frequentes no Distrito Federal. O estudo também identifica mais sete localizações do câncer, ou seja, novos tumores que subiram posições no ranking que contempla o ciclo de 2012/2013. 
 
 
O câncer é uma doença potencialmente fatal, mas que tem sido vencida muito pela perseverança dos pacientes aliada à tecnologia, grande auxiliar dos médicos no diagnóstico.  Quanto mais precoce o diagnóstico, maior a porcentagem de cura do paciente.  Antes de iniciar o tratamento, a suspeita do câncer deve ser confirmada, com o diagnóstico do tipo e origem da doença. Para tanto, exames como a tomografia multislice 64 ou 128 canais, ressonância magnética 1,5 tesla e o PET-CT, disponíveis aos clientes do Hospital, são grandes auxiliares para o rastreamento de lesões cancerígenas. Estruturas cirúrgicas de grande porte, com suporte pós-operatório sofisticado, e nos casos de necessidade do paciente, serviço de UTI especializada, fazem a diferença para o sucesso do tratamento. 
 
 
O eixo central do tratamento passa por cirurgia, quimioterapia e radioterapia, ambos em regime ambulatorial, também conhecido como Day Clinic. No Santa Lúcia, a Radioterapia é encontrada em todas as modalidades, como o planejamento tridimensional e e estratégias de irradiação protetoras que minimizam danos aos órgãos saudáveis.
 
 
Segundo Dr. Sandro Martins, Coordenador do Centro Oncológico do Santa Lúcia, o sobrevivente do câncer é uma pessoa especial, por ter passado por momentos difíceis durante o tratamento, encarando a vida sob uma nova perspectiva, com mais vontade de viver e, por consequência, maior cautela com relação a sua saúde.  A jornada não é fácil, mas precisa ser empreendida: “Em geral, a maioria dos pacientes engajam no tratamento com alguma relutância. A família e os amigos mais próximos são as pessoas que mais sofrem com a notícia da doença, precisando ser esclarecidos e apoiados para que possam amparar o doente durante seu tratamento”. De acordo com o oncologista, o apoio é essencial para garantir que o tratamento flua adequadamente, aumentando as chances de recuperação plena do paciente. 
 
 
No Santa Lúcia, a partir de uma suspeita nos ambulatórios e na Emergência do Hospital, o paciente encontra todos os recursos necessários para o rastreamento, identificação e tratamento dos mais variados tipos de câncer, com a segurança que só uma estrutura hospitalar pode oferecer. No Hospital, o Centro Oncológico está integrado aos demais recursos da rotina hospitalar. O Hospital oferece suporte completo para os casos onde haja complicações, com Centro Oncológico integrado a rotina hospitalar, com Centro Cirúrgico para cirurgias de alta complexidade, UTI especializada, diagnóstico PET-CT e tratamento day clinic para Quimioterapia e Radioterapia, pois acreditamos que juntos podemos mais.  
 
Confira os espaços dedicados ao Centro Oncológico do Santa Lúcia:
 
 
26/11/2012
   |   Fonte: Equipe do Site

Instalações

Conheça as instalações disponibilizadas pelo Hospital.

box