O que é pé diabético e como tratá-lo?

O pé diabético é um termo utilizado na prática médica que traduz alterações que ocorrem nos pés, decorrentes de complicações do diabetes mellitus: neuropatia diabética (alterações nos nervos periféricos), problemas circulatórios (micro e macroangiopatia diabética) e a infecção.

 

Atualmente, é enfatizada ao paciente diabético a importância do tratamento preventivo através da higiene e inspeção diária dos pés, uso de calçados apropriados e a manutenção de hábitos corretos, como não andar descalço e o cuidado ao cortar as unhas. Contudo, é importante destacar que a maior prevenção é o controle e o acompanhamento da doença.

 

Após o surgimento de alterações que caracterizam o pé diabético, é imprescindível a detecção da causa e o tratamento imediato. Assim, deve-se considerar, principalmente na presença de infecção, o uso de antibióticos e, na maioria das vezes, internação hospitalar e procedimentos cirúrgicos complementares.

 

Outro alerta para o paciente com esta patologia é a presença de doença arterial periférica (isquemia) de grave repercussão, que deve ser prontamente revertida para resguardar o membro da amputação. Para evitar tal situação, podem ser realizados dois tipos de procedimentos cirúrgicos: o convencional ou o endovascular. A segunda técnica, mais moderna, apresenta resultados mais satisfatórios e menores índices de complicações.

 

No Santa Lúcia esse tratamento é realizado, na maioria dos casos, em procedimentos minimamente invasivos em Hemodinâmica.

 

Dr. Roberto Alves – CRM-DF 9264

Angiologista e Cirurgião Vascular

 

 

Todos os domingos na Revista do Correio Braziliense temos um espaço para você, leitor, tirar dúvidas sobre alguma especialidade médica. Envie sua pergunta para comunicacao@santalucia.com.br e participe de nossa coluna.

21/10/2012
   |   Fonte: Informe Publicitário - Correio Braziliense

Instalações

Conheça as instalações disponibilizadas pelo Hospital.

box