O Santa Lúcia atua no tratamento de luxações no ombro

A articulação do ombro é uma das que mais sofrem movimentos no corpo e é, por isso mesmo, muito sujeita a instabilidades que ocorrem quando há predisposição para o deslocamento quando o braço é movimentado. O tratamento é complexo e requer análise, além de estrutura tecnológica adequada. Para atender o paciente nessa situação, o serviço de ortopedia do Hospital Santa Lúcia conta com equipe especializada, métodos diagnósticos e de tratamento para o problema.

 

 

Essas instabilidades, popularmente conhecidas como luxações, têm se tornado cada vez mais comuns em nossa rotina, principalmente entre os praticantes de atividades físicas, uma vez que esse grupo tende a movimentar os membros com mais frequência e maior nível de intensidade. O tipo mais comum é a lesão traumática, mas existem ainda a não traumática, congênita, recorrente por microtraumas, voluntária, aguda ou crônica. Dentre os principais fatores causadores estão os impactos de grande energia — como os ocorridos em acidentes automobilísticos — que deslocam o ombro, acarretando alterações nos ligamentos ou até mesmo nos ossos da região atingida. Outros aspectos também podem influenciar na ocorrência desse problema, como a hiperfrouxidão do ombro, ou seja, mobilidade além do normal, idade do paciente e até más formações congênitas.

 

 

 

Para tratar a doença, é necessário que um especialista avalie as variáveis tanto da lesão como do paciente. De uma maneira geral, o tratamento é dividido em: conservador, com reforço muscular obtido através de fisioterapia; e cirúrgico, realizado com a técnica de videoartroscopia. Segundo o ortopedista do Santa Lúcia, Leônidas Bomfim, esse método possui diversas vantagens. “O procedimento é minimamente invasivo, o que causa melhor efeito estético, menor dano tecidual e praticamente nenhuma perda de movimento”. O Hospital também está preparado para realizar a cirurgia convencional, dependendo das particularidades de cada caso.  

 

 

 

O profissional alerta também que para bons resultados o trauma deve ser tratado de maneira correta e no tempo adequado. “Se o problema não for cuidado devidamente, pode vir a acontecer um aumento da frouxidão da articulação, gerando um quadro ainda mais grave, com lesões secundárias, como cartilaginosa, erosão óssea e até mesmo artrose”, explica.

13/10/2013
   |   Fonte: Equipe do Site

Instalações

Conheça as instalações disponibilizadas pelo Hospital.

box