Prevenção é aliada no combate ao diabetes

Doença atinge de forma silenciosa 5% da população mundial

 

 

A incidência do diabetes vem aumentando de forma alarmante no mundo inteiro. Considerada um dos mais sérios problemas de saúde na atualidade, a doença atinge de forma silenciosa a população, causando, ao longo da vida, incapacitação, mortalidade prematura e agindo como fator de risco para várias outras doenças, principalmente as cardiovasculares. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 5% dos óbitos no mundo são provocados por diabetes ou suas complicações e 80% desses casos são encontrados nos países em desenvolvimento. No nosso país, a Sociedade Brasileira de Diabetes estima em 12 milhões os pacientes portadores da doença, sendo que muitos ainda estão sem diagnóstico.

 

 

O diabetes é uma doença metabólica caracterizada pelo aumento anormal de glicose no sangue. Surge quando o pâncreas, órgão responsável pela produção de insulina no corpo, não consegue produzir mais o hormônio em quantidade suficiente, ou ainda quando o corpo resiste à ação da insulina, não a metabolizando de forma adequada.

 

 

A doença está associada a diversos fatores, como genética, obesidade e idade avançada. Pode não apresentar sintomas na sua fase inicial, mas quando os níveis de glicose estão bastante elevados, o paciente passa a apresentar poliúria (urinar várias vezes), polidipsia (beber água em excesso), noctúria (acordar durante a noite para urinar), cansaço, alterações visuais e perda de peso. A hiperglicemia crônica (valores elevados da glicose no sangue) pode levar a sérias complicações, entre elas infarto, amputações de membros, cegueira, insuficiência renal e impotência sexual.

 

 

A OMS estima que as mortes por diabetes devam aumentar em mais de 50% nos próximos 10 anos. O apoio e a dedicação da família são essenciais no controle e tratamento da doença. De acordo com o endocrinologista, Dr. Gustavo Francklin, uma forma de evitar esse quadro é a prevenção, ligada à mudança dos hábitos de vida. “A dieta alimentar é o componente mais importante para controlar os índices glicêmicos. Mudar a rotina, incluindo nela exercícios e boa hidratação, é um passo que pode parecer simples, mas é imprescindível para uma melhor qualidade de vida de todos os pacientes”, indica. Contudo, muitos resistem ou não se adaptam à prática física e alimentação equilibrada.

 

 

Previna o diabetes:

  • Faça atividade física regularmente;
  • Tenha uma dieta saudável, com frutas, verduras e legumes, e faça refeições equilibradas, preferencialmente, divididas em seis porções diárias;
  • Mantenha o peso em índices normais;
  • Mantenha hábitos de vida saudáveis, elimine o fumo e controle o álcool;
  • Consulte seu médico regularmente. 
10/11/2013
   |   Fonte: Equipe do Site

Instalações

Conheça as instalações disponibilizadas pelo Hospital.

box