Quais os benefícios de parar de fumar?

São vários os benefícios de parar de fumar, e o primeiro deles é conseguido 20 minutos depois de se abandonar o vício: a pressão arterial e o ritmo cardíaco voltam ao normal. Após 12 horas, o nível de monóxido de carbono no sangue também se normaliza. Em dois dias, o paladar é restabelecido. E os benefícios aumentam com o tempo. Em três meses, a circulação e a função pulmonar melhoram; após nove meses, o cansaço e a tosse crônica diminuem.

 

 

Um ano após o último cigarro, terá caído pela metade o risco de doença coronariana, sendo que 15 anos depois esse risco será o mesmo de quem nunca fumou. Entre cinco e dez anos depois de o vício ter sido posto de lado, o perigo de derrame e câncer diminuiu de forma significativa, entre eles o de câncer de pulmão. Se um paciente largar o tabagismo antes de fazer qualquer cirurgia, pode reduzir em 41% o índice de complicações durante o procedimento. No Hospital Santa Lúcia, trabalham profissionais especializados em medicina torácica capacitados a ajudar fumantes a largar o vício e afastar as consequências malignas desse hábito.

 

 

Dia Mundial Sem Tabaco

Todo dia 31 de maio é comemorado o Dia Mundial Sem Tabaco. Especialistas aproveitam a data para alertara para as doenças relacionadas ao tabagismo. Dados da Secretaria de Saúde do Distrito Federal apontam que os gastos com doenças decorrentes do uso do tabaco chegam a custar aos cofres públicos R$18 milhões por mês. Atualmente, existem no DF cerca de 300 mil fumantes, aproximadamente 12% da população local.

 

 

Segundo dados do Ministério da Saúde, o DF é a segunda unidade da federação com o menor percentual de fumantes (12%), atrás apenas de Sergipe (13%). O Acre é o estado com mais fumantes, 22,1% da população média nacional é de 17,2%.

 

 

De acordo com informações da Coordenação de Tabagismo da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, as doenças mais frequentes causadas pelo tabaco são: enfisema pulmonar, câncer de pulmão, bronquite, acidentes vasculares, doenças periodontais e câncer bucal. O tabagismo é a principal causa de morte evitável no mundo e cerca de cinco milhões de pessoas morrem por ano devido ao uso do tabaco, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

 

Dependência
A nicotina é considerada pela OMS uma droga psicoativa que causa dependência, ela age no sistema nervoso central como a cocaína, com uma diferença, chega em torno de nove segundos ao cérebro. Por isso, o tabagismo é classificado como doença estando inserido no Código Internacional de Doenças (CID-10) no grupo de transtornos mentais e de comportamento.

29/12/2013
   |   Fonte: Equipe do site

Instalações

Conheça as instalações disponibilizadas pelo Hospital.

box