Qual a indicação de uso da Aspirina® em pacientes diabéticos e a sua função?

O diabetes mellitus continua crescendo no mundo, principalmente por causa do aumento do número de pessoas com obesidade e sobrepeso, do sedentarismo e de novos hábitos, como o maior consumo de carboidratos refinados na dieta. A doença é diagnosticada por exames laboratoriais ou pela observação de sintomas como a perda de peso sem causa aparente, muita sede, turvação visual, aumento da fome e da diurese, entre outros.

 

Por ser um fator que pode causar alterações cardíacas, o diabetes tem, associado ao seu tratamento, o uso de antiagregantes plaquetários como, por exemplo, a Aspirina®, que ajuda a prevenir a formação de coágulos sanguíneos. A medicação é usada como prevenção primária para doenças cardiovasculares em homens diabéticos com mais de 50 anos e mulheres diabéticas com idade superior a 60 anos, caso já apresentem dois ou mais fatores de riscos cardiovasculares, como tabagismo ou histórico familiar. Já para a profilaxia secundária, ou seja, para pacientes que já sofreram algum evento cardíaco, o uso desse medicamento ou outro antiagregante plaquetário é obrigatório.

 

Dra. Patrícia Brunck – CRM 12326 DF

Endocrinologista

 

Todos os domingos na Revista do Correio Braziliense temos um espaço para você, leitor, tirar dúvidas sobre alguma especialidade médica. Envie sua pergunta para comunicacao@santalucia.com.br e participe de nossa coluna.

 

22/06/2012
   |   Fonte: Informe Publicitário - Correio Braziliense

Instalações

Conheça as instalações disponibilizadas pelo Hospital.

box