Qual a relação entre saúde bucal e problemas cardiovasculares?

Quando o indivíduo é portador de doença cardíaca, tais como cardiopatia congênita, lesão valvular e, mais recentemente, placas ateroscleróticas no interior das coronárias ou outras artérias do organismo, poderá ter seu problema extremamente agravado por más condições da saúde bucal. Gengivites, cáries ou inflamações na polpa do dente, que podem se agravar para periodontite, bem como intervenções cirúrgicas na gengiva ou dentes, sem o devido uso de antibiótico, liberam bactérias na corrente sanguínea. Uma reprodução livre e acelerada desses micro-organismos configura o quadro de bacteremia, podendo causar endocardite infecciosa (infecção dentro do coração) ou inflamar e instabilizar placas de gordura dentro das coronárias, levando a um quadro de síndrome isquêmica aguda. O Hospital Santa Lúcia possui em seu corpo clínico 68 cardiologistas (clínicos, ecocardiografistas, arritmologistas, intensivistas e cirurgiões cardíacos) que realizam o diagnóstico e o tratamento dessas doenças. Porém, é essencial cuidar da saúde bucal para prevenir tais consequências.

 

Lázaro Fernandes de Miranda – CRM-DF 3099

Cardiologista

 

Todos os domingos na Revista do Correio Braziliense temos um espaço para você, leitor, tirar dúvidas sobre alguma especialidade médica. Envie sua pergunta para comunicacao@santalucia.com.br e participe de nossa coluna.

28/04/2013
   |   Fonte: Informe Publicitário - Correio Braziliense

Instalações

Conheça as instalações disponibilizadas pelo Hospital.

box