Santa Lúcia, referência em Cardiologia

A atuação do Hospital se estende desde a Emergência a UTI e cirurgias de alta complexidade.

 

O Santa Lúcia é referência em assistência cardiológica no Centro-Oeste, dispondo de uma conceituada equipe médica, que, apoiada por uma completa estrutura hospitalar, física, tecnológica e humanizada, vem oferecendo atendimento seguro e resolutivo na especialidade. A atenção e o cuidado com o nosso órgão vital têm destaque em todas as unidades do hospital e conta com importante interação entre si, desde o atendimento emergencial, internação em UTI especializada e cirurgias de alta complexidade. Formado por 68 cardiologistas, exercendo as várias subespecialidades da área cardiológica, o grupo de médicos é reconhecido, na região e nacionalmente, pela alta capacidade técnica, experiência e liderança em cardiologia e cirurgia cardiovascular.

 

Eficácia nos tratamentos especializados

Na Emergência, o paciente com dor torácica é imediatamente assistido por um time de resposta rápida, composto por médicos e enfermeiros plantonistas. Todo este pronto atendimento é baseado em Protocolo de Dor Torácica, implantado na Emergência, pautado em experiências pioneiras realizadas em hospitais de Chicago, nos Estados Unidos, e hoje difundidas pelas boas emergências mundo afora.

 

“Dispomos de condutas bem definidas para cada caso relacionado às doenças cardiológicas. O fundamental é adotá-las em tempo hábil, contando com toda a estrutura hospitalar, garantia de uma assistência integral e de melhores resultados para os pacientes”, afirma o médico coordenador do serviço de Cardiologia no Santa Lúcia, Dr. Lázaro Miranda. O serviço mantém dois cardiologistas experientes de plantão, uma equipe de enfermagem capacitada e a Unidade de Dor Torácica — composta por sala de emergência cardiológica, três leitos equipados com monitorização contínua dos parâmetros vitais. A assistência tem como base rotas e fluxogramas que orientam as ações e proporcionam a realização de exames complementares, permitindo com agilidade uma avaliação criteriosa e um diagnóstico seguro. Desde 2004, o Protocolo é aplicado com sucesso no Santa Lúcia, o primeiro hospital do Centro-Oeste a instalar uma Unidade de Dor Torácica.

 

 

 

A Unidade de Hemodinâmica permite identificar doenças graves das coronárias e tratá-las através de procedimentos minimamente invasivos (cateterismo, angioplastias, stents). O grande diferencial é que o serviço funciona 24 horas, estando preparado para assistir qualquer caso de emergência. Cabe ressaltar também a experiente equipe de cardiologistas intervencionistas, que utiliza as técnicas mais atuais da especialidade, proporcionando um tratamento preciso e resoluto, também nas áreas da Eletrofisiologia Cardíaca, Neurovascular e Vasculares Periféricas.

 

 

Centro Cirúrgico do Santa Lúcia está apto a realizar cirurgias de alta complexidade e grande porte na área cardiovascular, como operação de revascularização do miocárdio (pontes de safena, mamária e radial), correção de cardiopatias congênitas, tratamento cirúrgico de doenças valvares, homoenxertos, das grandes artérias, de arritmias cardíacas, implante de marca-passo e de outros dispositivos cardíacos eletrônicos.

 

 

As consultas e métodos complementares ambulatoriais são realizados no novo Bloco C do Hospital, pelas empresas que compõem o Instituto do Coração-Pulmão Santa Lúcia.

 

 

Ao Setor de Internações dos pacientes cardiopatas, o Hospital destinou um andar específico, com ala de internação composta de suítes, apartamentos, enfermarias e UTI coronariana. “Atendemos um grande número de pacientes com cardiopatias no Hospital e, por isso, buscamos concentrar a internação desses casos em um só local, onde temos material adequado para atendimento às urgências cardiovasculares, enfermagem especializada, acesso facilitado à UTI Cardiológica e maior possibilidade de integração entre a equipe multidisciplinar que assiste cada paciente”, destaca o Dr. Lázaro.

 

 

Complementando o importante suporte na área de cardiologia, o Santa Lúcia dispõe da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Coronariana, que conta com uma equipe de cardiologistas intensivistas, além de equipe multidisciplinar composta por nutrólogo, enfermeiro, nutricionista, fonoaudiólogo, fisioterapeuta e psicólogo, atuando em conjunto para plena recuperação do paciente.

 

 

Diagnóstico Seguro

A precisão e agilidade nos diagnósticos laboratoriais e de imagem são proporcionadas por profissionais de conceituada formação acadêmica, somados a um parque tecnológico completo e de ponta.

 

 

Centro de Diagnóstico por Imagem está preparado 24 horas para atendimentos de emergência e a internados. A unidade reúne aparelhos sofisticados, como a ressonância magnética de alto campo, exame que não usa radiação para captação de imagens, mostra detalhes do que se passa nos órgãos ou tecidos do paciente e facilita a detecção precoce de AVC, por exemplo. Na área da medicina nuclear, gamas-câmeras de última geração possibilitam a realização da cintilografia do miocárdio.

 

 

Os exames de escore de cálcio coronariano e de angiotomografia coronariana são indicados para, a partir de um risco intermediário, identificar quais os pacientes que necessitarão prosseguir a investigação mediante a realização de um cateterismo cardíaco, antecipando-se e evitando a ocorrência do Infarto Agudo do Miocárdio. De acordo com o cardiologista, Dr. Lázaro Miranda, ambas investigações tomográficas são importantes para avaliar a presença e estimar o grau de aterosclerose das artérias do coração, sem a necessidade de procedimentos invasivos.

 

 

Ecocardiograma (transtorácico, transesofágico, de esforço e para a pesquisa de dissincronia cardíaca) eletrocardiograma, Holter de 24 horas, MAPA 24 horas, teste ergométrico, radiografias digitais, ecografias com e sem Doppler, completam a lista de exames habitualmente procurados.

 

 

No Laboratório de Análises Clínicas, da coleta às análises, os funcionários atuam com agilidade e acurácia na liberação de laudos e na integração eficiente dos setores. Em média, 200 pacientes são atendidos por dia, o que significa um número aproximado de 45 mil exames realizados por mês.

 

 

“O Hospital investe constantemente na atualização dos equipamentos de diagnósticos, no treinamento das equipes, com foco na eficácia e confiabilidade dos resultados de uma investigação clínica/laboratorial apurada e nos cuidados com a saúde do paciente”, finaliza o Dr. Lázaro.

19/06/2012
   |   Fonte: revista Sua Saúde

Instalações

Conheça as instalações disponibilizadas pelo Hospital.

box