SOBREPESO COLOCA METADE DOS BRASILEIROS SOB RISCO DE DIABETES

O diabetes mellitus é um dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares, como infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral. A presença de sobrepeso e obesidade aumentam as chances do surgimento e desenvolvimento da doença. O diagnóstico é feito por exames de laboratório, que indicam a quantidade de glicose no sangue e definem os estágios para esta patologia: diabetes ou pré-diabetes. “Em ambos os casos existe recomendação para uma dieta saudável com restrição de açúcares, realização de exercícios aeróbicos por 150 minutos semanais e emagrecimento. O diabético deve ainda utilizar medicação especifica”, explica Fausto Stauffer, cardiologista do Hospital Santa Lúcia. Uma de suas complicações graves é o chamado pé diabético, causado pelo comprometimento dos vasos sanguíneos nas extremidades do corpo. O cardiologista explica, ainda, que os desdobramentos da doença preocupam: “Os níveis elevados de glicose p odem comprometer o funcionamento dos rins, vasos sanguíneos e olhos, podendo até evoluir para perda de visão e necessidade de hemodiálise”, afirma. O último Congresso Europeu de Diabetes, realizado na Áustria, alertou para um hábito comum, mas perigoso entre os diabéticos: “O uso dos adoçantes em excesso pode causar a intolerância à glicose e estimular a doença”, revela. Atualmente, os diabéticos encontram atendimento multidisciplinar e exames de alta complexidade para diagnóstico precoce das complicações da doença no Hospital Santa Lúcia. Da cirurgia vascular ao acompanhamento por equipe especializada, todos os procedimentos são realizados no mesmo local.

15/11/2014
   |   Fonte: Ascom - Grupo Santa

Instalações

Conheça as instalações disponibilizadas pelo Hospital.

box