(61) 3445-0595 (61) 3445-0596

A cirurgia oncológica representa, atualmente, uma das ferramentas mais importantes no tratamento do câncer. Trata-se da especialidade médica habilitada para retirada do tumor, obedecendo a todos os princípios oncológicos que o envolvem: o conhecimento sobre a doença e seu desenvolvimento, os cuidados necessários para não deixar que a doença se espalhe durante o ato cirúrgico e a retirada de todos os locais para onde a doença possa ter se espalhado (incluindo linfonodos e outros órgãos adjacentes).

O grande diferencial de tratar o câncer com profissionais treinados nesse tipo de procedimento é que, pela sua formação, eles têm conhecimento detalhado da história natural dos tumores, da importância do estadiamento da doença e de estabelecer o planejamento terapêutico e da atuação multiprofissional de todas as equipes envolvidas no tratamento personalizado do paciente, em cada uma das etapas, para a obtenção de um bom resultado terapêutico.

Como funciona

A oncologia cirúrgica está habilitada para o tratamento dos mais diversos tipos de tumores (malignos e benignos) em variadas topografias, tais como mama, cabeça e pescoço, tórax, aparelho digestivo e retroperitônio, ginecológico, urológico e tecido ósseo e conectivo.

Por meio da integração com outras especialidades e preferencialmente no mesmo serviço (Oncologia Clínica, Radioterapia, Medicina Nuclear, Radiologia Intervencionista, Endoscopia Digestiva), o grupo de especialistas em oncologia cirúrgica decide, de forma multiprofissional, a melhor maneira do tratamento, seja através de forma exclusivamente cirúrgica e/ ou pela combinação de métodos, oferecendo ao paciente um resultado oncológico adequado.

Recomendação

A cirurgia é indicada como principal tratamento da maioria dos tumores onde, juntamente com terapias como quimioterapia e radioterapia, a cura pode ser alcançada. Além disso, pode-se lançar mão da cirurgia para tratamento de eventuais complicações de cânceres em estágios avançados onde o objetivo é a melhora de sintomas e oferecer melhor qualidade de vida ao paciente quando não há perspectiva de cura.

Ela é fundamental no tratamento do paciente oncológico e é utilizada em dois contextos: curativo e paliativo. O primeiro refere-se ao tratamento do câncer visando a cura por meio da ressecção completa do tumor, já o segundo é utilizado quando não há possibilidade de cura por meio de cirurgia para melhorar a qualidade de vida do paciente.

Diferenciais do Santa Lúcia

O Centro de Oncologia do Hospital Santa Lúcia possui uma equipe multiprofissional composta por oncologistas, cirurgiões, radioterapeutas, nutricionistas, enfermeiros, farmacêuticos e psicólogos direcionados na sua área de maior interesse: a Oncologia. Neste contexto, a cirurgia oncológica atua de forma integral no tratamento de todos os tipos de cânceres.

A Unidade está equipada com duas salas cirúrgicas inteligentes, que possibilitam a realização de cirurgias assistidas com sistema de videoconferência e comando de voz. Essa tecnologia permite a gravação dos procedimentos cirúrgicos para revisão e aprimoramento continuado, bem como divulgação à comunidade científica das cirurgias de alta complexidade realizadas em nossos estabelecimentos.

Além disso, o Protocolo de Cirurgia Segura confere segurança ao paciente antes, durante e após a cirurgia. O instrumental cirúrgico é de última geração e constantemente atualizado. Isto permite a realização de procedimentos minimamente invasivos e cada vez mais eficientes. O Centro disponibiliza ainda o serviço de Day Clinic, em que o paciente, para evitar a internação, faz o tratamento no Hospital e retorna ao ambiente familiar no mesmo dia.

Já o acompanhamento pós-cirúrgico é feito com o apoio de UTIs estruturadas em setores distribuídos conforme o grau de complexidade e tempo de permanência do paciente em internação. Elas possuem os mais avançados aparelhos de ventilação mecânica e de monitoramento de funções vitais, acesso à imagem radiológica digital, exames laboratoriais com resultados on-line, farmácia satélite e uma completa infraestrutura hospitalar que proporcionam todo o suporte a um tratamento seguro e eficaz, incluindo equipes altamente qualificadas de endoscopia e radiologia intervencionista.

Após os procedimentos cirúrgicos, os pacientes são monitorados continuamente e há uma estreita interação entre a equipe clínica, intensivista e cirúrgica. Entre outros benefícios, esta interface promove a melhora clínica dos pacientes e permite a identificação e intervenção precoce em caso de complicações.